sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Minha gestação (quase) vegetariana

Sabe aquela criança que não deixa matar nem uma formiga?! Que tem paixão por todo e qualquer bichinho?! Pois bem, sempre fui assim! E com o passar dos anos, esse sentimento foi crescendo e tomando proporções enormes em minha vida! Toda vez que sentava à mesa e me deparava com um pedaço de carne, imaginava o animal vivo, e o pior, o sofrimento pelo qual passara até chegar no meu prato.

Desde muito cedo deixei de comer a carne de alguns animais; já de outros sequer experimentei. Como sempre tive muitas restrições alimentares, passei a diminuir gradativamente o consumo de carne e a aprender a comer outros alimentos, até que um belo dia acordei decidida a tornar-me vegetariana! Não preciso nem dizer quantas críticas e quantas piadinhas recebi! Pense, além da forte cultura do consumo de carne existente aqui no sul, sou a única vegetariana dentre meus familiares e amigos! Confesso que no início não foi nada fácil, mas com o tempo fui descobrindo um mundo muito mais colorido e saboroso do que eu imaginava! É claro que contei com o apoio de uma nutricionista, que além de me explicar um pouquinho sobre meus novos hábitos, me passou uma reeducação alimentar. 

Até aí tudo OK! As preocupações começaram quando resolvi engravidar! Depois de mais de um ano sem comer carne, será que meu corpo estava suficientemente “saudável” para receber e nutrir um bebê?! Será que eu poderia continuar sem comer carne durante a gestação?!

Pois bem, assim como a maioria das futuras mamães, procurei minha ginecologista e solicitei aqueles vários exames para saber se estava tudo certinho comigo. Aproveitei para consultar, também, uma endocrinologista. Com exceção de uma pequena carência de vitamina D (aquela que o corpo produz quando exposto ao sol), descobri que tudo estava na mais perfeita ordem! Comecei então a tomar ácido fólico (Folin) diariamente.

Passados sete meses, tive a melhor de todas as notícias: eu estava grávida! A partir daí dei início ao acompanhamento pré-natal e procurei, novamente, uma nutricionista para auxiliar na minha dieta. 
A Dra. Fernanda, médica ginecologista e obstetra que escolhi para acompanhar minha gestação e parto, depois de conversar sobre o meu caso com a nutricionista (ambas trabalham na mesma clínica), prescreveu um suplemento vitamínico chamado Natele para evitar carências.

Por volta da décima quarta semana de gestação, então, suspendi o Folin e dei início ao uso do Natele, o qual se estendeu até trinta dias depois do parto.
Meu cardápio seguiu bastante variado, incluindo frutas, verduras, legumes, leguminosas (principalmente feijão e lentilha), cereais, proteína de soja, ovos, leite e derivados, entre tantas outras coisas. Se você parar pra pensar, um vegetariano come tudo, menos carne! E se você parar pra pensar mais um pouquinho, vai perceber quanta coisa gostosa existe nesse mundo que não contem carne! =)

Uma coisa importante que preciso contar é que atendendo a pedidos da Dra. Fernanda, voltei a comer peixe três vezes na semana. Segundo ela, o ômega 3 encontrado no peixe é fundamental para o desenvolvimento intelectual do bebê. Provavelmente eu poderia ter feito suplementação, mas confesso que  por diversos motivos acabei não questionando. 
Embora eu não tenha seguido à risca a dieta feita pela nutricionista, fiz o possível para me alimentar bem. Também segui com minhas aulas semanais de pilates até quinze dias antes do parto, quando o barrigão e o calor de fevereiro me forçaram a parar.
Fiz exames de sangue e urina quase que mensalmente durante toda gestação e nunca foi encontrado um problema sequer! Tive uma gravidez muito tranquila!

Com 38 semanas e 4 dias de gestação, através de parto cesáreo (por opção minha), nasceu o Bernardo, medindo 49,5cm e pesando 3,205kg, perfeito e esbanjando saúde!
Amamentei exclusivamente até o quinto mês, quando introduzi as papinhas de frutas uma vez ao dia. No sexto mês comecei a dar as sopinhas (e sim, as sopas levam carne!).
Hoje, com nove meses, o Bernardo é uma criança muito sadia e feliz. Come super bem e ainda mama no peito (pretendo deixa-lo mamar por muito tempo ainda)!

Já eu, sigo firme no meu propósito e espero que meu filho, um dia, faça a mesma opção que eu! Nada de imposições! Ninguém é feliz se não puder, ao menos, escolher o próprio caminho!


Beijos, Ana Karine


quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Minion

Oi amigas, oi amigos…

Aqui um vídeo muito legal para aprender a fazer um Minion da embalagem do Kinder Ovo. Fácil, rápido e a gurizada vai amar!!



Um super beijo, Cássia.

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Bolo de maçã

Receitinha maravilhosa e muito fácil para esta tarde de Sexta-feira....

    Ingredientes:
  300g manteiga
  100g de açúcar
  1col (sopa) de canela em pó
  1 gema
  400g de farinha de trigo (eu usei a farinha integral)
  100g de nozes picadas (usei amêndoas, mas pode ser também amendoim, pistache, avelã...)
  1 pacote de fermento (monopol)

  3 maçãs picadas
  Canela em pó

  Modo de fazer:

 Numa bacia junte todos os ingredientes da massa (primeiros 7 itens) e amasse com as mãos, até que tu vejas que estão todos misturados. (Não fica aquela Massa mole como outros bolos!). Use a Massa para forrar o fundo e a lateral de uma forma, amassando com as mãos a Massa até que ela fique firme na forma (não faça uma camada grossa, meio centímetro é suficiente). Não use Toda a Massa!! Coloque o resto da Massa (pouco menos da metade) com as maçãs picadas e a canela em pó. Misture com as mãos e Coloque dentro da forma onde tu forraste a massa. Coloque no Forno pré-aquecido em 180 graus por 40 minutos.

Sirva com sorvete.

BOM APETITE..

Beijos, Cassia.

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Waffeln LIGHT


 Oi amigos e amigas….

Hoje estou aqui pra dar uma receitinha muito gostosa de Waffeln light. Para fazer para o café da tarde ou para o café da manhã.

Ingredientes:

  •  1 ovo
  • 2 colher (chá) de fermento biológico
  • 4 colheres (sopa) de Stevia (adoçante natural)
  • Meia xícara de óleo de coco
  • 2 xícaras de farinha de arroz ou farinha integral
  • 2 copos de leite
Modo de fazer:

  Bata todos os ingredientes na batedeira (ou liquidificador) e coloque naquelas formas de Waffeln, como na foto abaixo.



  Depois de pronto, sirva com a fruta da tua preferência.




  Beijos, Cássia.

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Meu bebê não quer o peito... e agora?



   Olá gente…. hoje estou aqui para falar (mais uma vez) sobre a amamentação. Desculpem-me sempre 'bater na mesma tecla', mas para mim é um dos temas mais importantes para a vida do bebê até os 6 meses de vida.

  Gostaria de compartilhar com vocês minha experiência no tema 'dificuldades na amamentação'. Sim, no início passamos (eu e a Isa) por alguns 'ajustes', até ela conseguir pegar o meu peito. Como já contei aqui, ela nasceu prematura (fim da 33. semana gestacional) e teve dificuldade em pegar o peito. Pelo que já li, as crianças que nascem prematuras não tem, na sua maioria, força para pegar o peito. E como meu bico não é daqueles fáceis de pegar (é pequeno!) então, dificultou ainda mais a vida da pequena Isa.

  Pois bem, na primeira vez que amamentei a Isa no hospital (na UTI Neo Natal) uma enfermeira me deu um bico de mamadeira (isso mesmo, um bico de mamadeira!) para eu colocar sobre o meu peito, e assim facilitar a sucção da Isa. Olhem a foto abaixo da primeira vez que amamentei ela!


  Depois, recebi do próprio hospital um bico adequado para estes casos. É um bico que se amolda ao peito, para que a mamãe não precise ficar segurando o mesmo durante a mamada do bebê. As primeiras vezes que amamentei foi desta maneira! Aos poucos fui tirando esse 'bico' do meu peito (eu esperava ela sugar um pouco de leite; depois que o leite já tinha 'descido', eu tirava o bico de borracha e dava o seio!). E assim, a Isa pegou meu peito! 

  A minha dica hoje é para aquelas mamães que os bebês estão rejeitando o peito. Façam isto. Tentem! Claro que as máquinas de leite são mais 'fáceis'. Mas tudo vale a pena para ter o bebê por mais tempo no peito, não é?

 Abaixo está uma foto do bico de borracha apropriado para estes casos. (Não reparem… já deixei de amamentar há mais de um ano e tirei a foto hoje, só para vocês poderem ver o bico de borracha no peito!)



Espero muito ter ajudado, dividindo com vocês minha experiência!!

Um beijo, Cássia.

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Bolo de ameixas



Oi gente amiga! Estou aqui hoje para dar aquela receitinha MA-RA-VI-LHO-SA de um bolo muito fácil de fazer! O bolo de ameixas é muito tradicional nesta época (Setembro/outubro) aqui na Alemanha! Esta receitinha aqui é do meu marido. E a foto do bolo, é a do bolo que ele fez ontem aqui em casa! Espero que gostem!!

Ingredientes:


  • 500g de farinha de trigo
  • 100g de margarina
  • 75g de açúcar
  • 250ml de leite
  • 1 colher de sopa de fermento biológico (ou um cubinho daqueles que são 'frescos')
  • 1 ovo
  • 1 pitada de sal
  • 1 colher de canela em pó

  • 2 kg de ameixas


Modo de fazer:

Coloque a farinha em uma bacia e faça um 'montinho' (tipo vulcão) com ela. Em uma xícara separada, coloque o fermento e sobre ele 3 colheres do leite aquecido. Mexa bem. Coloque sobre o fermento diluído uma pitada do açúcar e mexa. Coloque o fermento diluído sobre a farinha (no 'buraco' do vulcão) e coloque isto para descansar por cerca de 15/20 minutos. (Coloque dentro de um armário ou lugar um pouco escuro). Enquanto isso, lave as ameixas, corte-as ao meio e retire o caroço. Reserve-as.

Pegue a farinha com o fermento, coloque o restante do açúcar, o sal, a canela, a margarina, o ovo e o leite e amasse bem (sove a massa até ela ficar uma massa lisa, até ela se desprender da bacia/mesa). Deixe esta massa descansar por mais 20 minutos. Depois, abra a massa sobre uma forma untada, coloque as ameixas por cima (olhe a foto para saber como as ameixas devem ser colocadas sobre a massa) e coloque no forno pré-aquecido por 30-35 minutos (200 graus).



Bom apetite!!

Um beijo, Cássia.

terça-feira, 17 de setembro de 2013

Isa dança Funk

Amigos e amigas....

Olhem minha querida Isa dançando funk... hahahahah

Estou treinando em casa e ela sempre quer treinar junto!!

video

Um beijo, Cássia.